Carnaval 2018: G1 faz guia do desfile das escolas de samba do ES | Carnaval 2018 no Espírito Santo

As escolas de samba do grupo especial do Espírito Santo desfilam pelo Sambão do Povo em busca do título de campeã do Carnaval de Vitória em 2018, neste sábado (3). Sete agremiações vão passar pela passarela do samba. Os desfiles serão transmitidos pelo G1 e pela TV Gazeta.

A transmissão começa às 22 h no G1. Na TV, os telespectadores começam a acopanhar os desfiles logo após o programa Altas Horas.

O primeiro sinal verde será para a Andaraí e, seguindo a ordem, desfilam Novo Império, Unidos da Piedade, Boa Vista, Mocidade Unida da Glória (MUG), Pega no Samba e Unidos de Jucutuquara.

O tempo de desfile de cada escola na avenida será de, no mínimo, 50 minutos, e, no máximo, de 60 minutos. A última colocada descerá para o Grupo A em 2019, desfilando na sexta-feira.

Antes de cair na folia, veja a ordem dos desfiles, fique por dentro do que cada agremiação vai levar para avenida e conheça os sambas-enredo. Saiba também as linhas de ônibus que farão o tranporte dos foliões na madrugada, além de informações sobre limpeza e segurança no Sambão.

  1. Andaraí
  2. Novo Império
  3. Unidos da Piedade
  4. Boa Vista
  5. Mocidade Unida da Glória
  6. Pega no Samba
  7. Unidos de Jucutuquara

Abrindo os desfiles do Grupo Especial do Carnaval de Vitória, a Andaraí vai questionar as verdades contadas pelos livros de história. Com o enredo “Quem conta um conto, aumenta no ponto com a certeza de quem viu. Mas não leve tão a sério, é 1° de Abril”, a escola do bairro Santa Martha vai usar o “Dia da Mentira” para incentivar o folião a refletir sobre o que é fato e o que é fruto da imaginação. Veja como foram os preparativos no barracão:

Andaraí questiona verdades e teorias com enredo que cita o 1º de Abril

Andaraí questiona verdades e teorias com enredo que cita o 1º de Abril

“Quem conta um conto, aumenta no ponto de quem viu. Mas mas não leve tão a sério, é 1° de abril…”

Conheça o samba-enredo da Andaraí

Conheça o samba-enredo da Andaraí

  • Número de Alas: 18
  • Número de Alegorias: 5
  • Número de Componentes: 1.200
  • Presidente: Márcio Roberto Ricardo
  • Carnavalesco: Sandro de Oliveira
  • Diretor de Carnaval: Sandro de Oliveira
  • Comissão de Harmonia (responsável): Marinilce Pereira
  • Intérprete: Lauro Campos
  • Cores: Verde e rosa
  • Data de fundação da escola: 01° de dezembro de 1946 (71 anos)
  • Símbolo da escola: Coroa sobre a serpente e um surdo

Fundada por estivadores na década de 1950, a Novo Império vai homenagear o sindicato da categoria neste carnaval. Com o samba-enredo intitulado “No vai e vem do mar, lá se vão 100 anos do sindicato dos estivadores”, a agremiação do bairro Caratoríra, em Vitória, vai relacionar a história dos trabalhadores e do Porto de Vitória à trajetória do samba na capital capixaba.

A agremiação aproveita a comemoração dos 100 anos do sindicato para interligar as histórias da categoria e da escola, que teve os estivadores como alguns de seus fundadores. Veja como foram os preparativos no barracão:

Confira estrutura do barracão da escola de samba do ES Novo Império

Confira estrutura do barracão da escola de samba do ES Novo Império

“No vai e vem do mar lá se vão 100 anos do Sindicato dos Estivadores”

Conheça o samba-enredo da Novo Império

Conheça o samba-enredo da Novo Império

  • Número de Alas: 21
  • Número de Alegorias: 4 carros alegóricos e 2 tripés
  • Número de Componentes: 1.400
  • Presidente: Alessandro Souza Santos
  • Carnavalesco: Jorge Caribé
  • Diretor de Carnaval: Carlos Fabian de Carvalho e Alex D Paiva
  • Diretor de Harmonia: Ubiratan Luna Sodré (Atinha)
  • Intérprete: Celso Junior
  • Cores: Azul, rosa e branco
  • Data de fundação: 20 de dezembro de 1956 (61 anos)
  • Símbolo da Escola: Coroa protegida por dois leões

A Unidos da Piedade promete encher o Sambão do Povo de flores este carnaval. “Pra não dizer que eu não falei das flores” é o enredo escolhido para este ano. A mais antiga agremiação do Espírito Santo representa as comuniades da Piedade e da Fonte Grande. O enredo poético e leve abre o pretexto para um desfile colorido e lúdico. A ideia da agremiação é abordar não só a beleza das flores, mas também o perfume que elas exalam. Veja como foram os preparativos no barracão:

Conheça o barracão da Piedade, no ES

Conheça o barracão da Piedade, no ES

“Pra não dizer que eu não falei das flores”

Conheça o samba-enredo da Piedade

Conheça o samba-enredo da Piedade

  • Número de Alas: 22
  • Número de Alegorias: 4 carros alegóricos e 1 tripé
  • Número de Componentes: 1.860
  • Presidente: Edvaldo Teixeira da Silveira
  • Carnavalesco: Paulo Balbino
  • Diretor de Carnaval: Edvaldo Teixeira da Silveira
  • Comissão de Harmonia (responsável): Mancha
  • Intérprete: Kleber Simpatia
  • Cores: Verde, vermelho e branco
  • Data de fundação: 15 de janeiro de 1955 (63 anos)
  • Símbolo da escola: Dragões

Inspirada pela vida de Nelson Madela, no carnaval deste ano a Independente de Boa Vista vai falar sobre a luta e conquistas do ex-presidente da África do Sul, que teve papel importante no movimento por igualdade racial. A escola de Cariacica vai ser a quarta a desfilar pelo Grupo Especial. Veja como foram os preparativos no barracão:

Conheça o barracão da Boa Vista, em Cariacica, ES

Conheça o barracão da Boa Vista, em Cariacica, ES

“Sou Boa Vista, sou Madiba, o campo de igualdade que ecoa no centenário do Mandela”

Conheça o samba-enredo da Boa Vista

Conheça o samba-enredo da Boa Vista

  • Número de Alas: 18
  • Número de Alegorias: 5
  • Número de Componentes: 1.500
  • Presidente: Emerson Xumbrega
  • Carnavalesco: Robson Goulart
  • Diretor de Carnaval: Iscley Nascimento
  • Comissão de Harmonia (responsável): Anderson Binão
  • Intérprete: Emerson Xumbrega
  • Cores: Azul, vermelho e branco
  • Data de fundação da escola: 14 de outubro de 1975 (42 anos)
  • Símbolo: Águia

Inspirada pelos relacionamentos amorosos, no carnaval deste ano a Mocidade Unida da Glória (Mug) vai falar sobre paixões e traições. O enredo da escola de Vila Velha é “Entre Confetes e serpentinas, uma paixão sem igual… olhares que se cruzam, bocas que se beijam… amores de carnaval”. O samba-enredo aborda as tramas da paixão e os amores que acontecem durante este período do ano, ressaltando os excessos, desejos, sensualidade e a liberdade das pessoas. A escola reaproveitou 70% do carnaval 2017. Veja como foram os preparativos no barracão:

Veja fantasias da MUG que vão brilhar na passarela em Vitória

Veja fantasias da MUG que vão brilhar na passarela em Vitória

“Entre confetes e serpentinas, uma paixão sem igual… Olhares que se cruzam, bocas que se beijam… Amores de carnaval”

Conheça o samba-enredo da Mug

Conheça o samba-enredo da Mug

  • Número de Alas: 21
  • Número de Alegorias: 4
  • Número de Componentes: 1.600
  • Presidente: Carlos Roberto dos Santos Ribeiro (Robertinho)
  • Carnavalesco: Osvaldo Garcia
  • Diretor de Carnaval: Jurandyr Machado
  • Diretor de Harmonia (responsável): Slin Ribeiro
  • Intérprete: Thiago Brito
  • Cores: Vermelho e branco
  • Símbolo: Leão
  • Data de fundação da escola: 09 de agosto de 1980 (37 anos)

A Pega no Samba vai falar de um sabor que é quase uma unanimidade entre os paladares: o chocolate. A letra aborda os sabores, misturas, aromas e as diversas formas que encantam todos há várias gerações. A Pega no samba é do bairro Consolação, em Vitória, defende as cores azul, vermelho e branco, e tem como símbolo um coração de fundo, um padeiro e um aperto de mão. Veja como foram os preparativos no barracão:

Carnaval 2018: Pega no Samba mostra barracão e promete levar chocolate ao Sambão

Carnaval 2018: Pega no Samba mostra barracão e promete levar chocolate ao Sambão

“Na celebração do chocolate a locomotiva dá um show”

Conheça o samba-enredo da Pega no Samba

Conheça o samba-enredo da Pega no Samba

  • Número de Alas: 18 alas
  • Número de Alegorias: 4
  • Número de Componentes: 1.200
  • Presidente: Alex Santos
  • Carnavalesco: Júnior Pernambucano
  • Diretor de Carnaval: Alex Fassarela
  • Diretor de Harmonia (responsável): Wesley Denadai
  • Intérprete: Danilo Silva
  • Cores: Azul, vermelho e branco
  • Data de fundação da escola: 28 de janeiro de 1976 (41 anos)
  • Símbolo: locomotiva

No ano em que a abolição da escravatura completa 130 anos, a Jucutuquara, de Vitória, escolhe a história de resistência de Ambrósio, monarca africano que veio para o Brasil e construiu um quilombo em Minas Gerais. Atualmente, esse quilombo está em fase de tombamento pelo Governo mineiro. Veja como foram os preparativos no barracão:

Jucutuquara vai levar história de escravo que criou quilombo para avenida

Jucutuquara vai levar história de escravo que criou quilombo para avenida

“Ambrósio, o imortal”

Conheça o samba-enredo da Jucutuquara

Conheça o samba-enredo da Jucutuquara

  • Número de Alas: 17
  • Número de Alegorias: 4 carros alegóricos e 1 tripé
  • Número de Componentes: 1.800
  • Presidente: Guilherme Monteiro
  • Carnavalesco: Peterson Alves
  • Diretor de Carnaval: Leda Lima Barreto
  • Diretor de Harmonia (responsável): Fabrício Bispo
  • Intérprete: Ricardinho de Oliveira
  • Cores: Verde, vermelho e branco
  • Data de fundação da escola: 29 de janeiro de 1972 (45 anos)
  • Símbolo: Coruja

Os foliões poderão contar com um esquema especial de ônibus elaborado pela Secretaria Municipal de Transportes, Trânsito e Infraestrutura Urbana (Setran) para voltar para casa.

A partir da zero hora, as viagens extras criadas especialmente para o Carnaval de Vitória 2018 terão início e vão até o fim da demanda, no final da madrugada. O ponto de ônibus provisório ficará no canteiro central que fica antes da rodoviária de Vitória, no sentido Santo Antônio – Centro, na avenida Robert Ewald.

Fiscais da Setran ficarão no ponto orientando os passageiros e planejando, junto com os motoristas dos coletivos, os itinerários dos carros, de acordo com os destinos dos passageiros e quantidade de demandas.

Além dos ônibus extras, os coletivos noturnos, também conhecidos como “bacurau”, vão funcionar normalmente, por meio das linhas 130, 160 e 210, passando nas proximidades do Sambão.

A Setran definiu ainda dois locais para pontos de táxis: um na altura do Carmélia e outro na área de dispersão do Sambão, em frente ao antigo Cais do Hidroavião. Serão 20 vagas de táxis em cada um dos pontos.

Os serviços estarão disponíveis a partir das 20 horas, tanto na sexta-feira (2) quanto no sábado (3) . Os fiscais da Setran estarão a postos para orientar os passageuros e garantir a qualidade dos serviços.

Noventa e oito agentes de proteção comunitária e 116 agentes de trânsito da Guarda Civil Municipal estarão distribuídos, nos dois dias de folia, nos principais pontos de acesso ao Sambão, áreas de revista e diversos setores, proporcionando segurança a todos que forem à festa.

A unidade móvel de videomonitoramento da Guarda também estará presente no evento.

Para os dois dias, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Serviços Urbanos (Semmam) preparou um mutirão de limpeza para a área externa do Sambão.

No sábado (3), três equipes com dois caminhões-pipa, dois caminhões compactadores e um caminhão-baú farão a limpeza do entorno do complexo e da orla da baía.

Já no domingo (4), serão quatro equipes e mesmo número de veículos para deixar a área externa do local limpa.

Fora da área do Sambão do Povo, os fiscais de posturas da Secretaria de Desenvolvimento da Cidade (Sedec) vão organizar o comércio ambulante para evitar que profissionais não cadastrados atrapalhem a passagem de pedestres ou comercializem produtos não autorizados.

Dentro do complexo, a atuação dos ambulantes ficará sob a responsabilidade da Liga que organiza o carnaval, a Liesge.

O que pode e o que não pode no Sambão?

Poderá levar duas garrafas plásticas de 500 ml cada com bebida e dois lanches (sanduíches salgados ou frutas).

Não será permitido entrar com garrafas de vidro, caixa de isopor e/ou caixas térmicas, apenas bolsa térmica.

É permitida a participação de crianças e adolescentes em desfiles com a presença e adultos, inclusive nos ensaios de Escolas de Samba ou Blocos, desde que acompanhados dos pais ou responsáveis legais, se menores de dezesseis anos de idade, e desacompanhados a partir dessa idade, portanto de documento de identificação.

Todos os Direitos Reservados a(o) criador(a) deste conteúdo. Acesse o link original.

Siga e curta-nos!