DJ que assediou Taylor Swift consegue emprego em rádio

Empresário que contratou o radialista acredita na inocência dele, apesar do DJ ter sido julgado culpado

Da redação



31 jan 2018, 18h34

O DJ condenado por assediar Taylor Swift foi contratado por uma rádio do Mississipi. David Mueller está apresentando o programa matinal Jackson & Jonbob, sob o pseudônimo “Stonewall Jackson” — um general que lutou ao lado dos Confederados na Guerra Civil americana.

A controversa decisão partiu do CEO do grupo Delta Radio, dono da emissora, Larry Fuss. Em entrevista ao Daily News, o empresário defendeu Mueller, afirmando que ou ele “estava falando a verdade (em relação ao assédio de Swift), ou ele é o melhor mentiroso do mundo”.

“Eu sentei com ele cara a cara em Minneapolis antes de oferecer a ele o emprego”, contou. “Eu acredito na versão dele da história, e a maioria das pessoas que conversaram com ele pessoalmente acreditam nele”.

Em agosto, Mueller foi condenado por assediar sexualmete Taylor Swift. Segundo a cantora, o DJ e radialista aproveitou um momento de fotos com ela para agarrar suas nádegas por baixo da saia. Ele foi obrigado pelo tribunal a pagar 1 dólar a autora de Bad Blood, que definiu o valor simbólico apenas para incentivar outras vítimas a não se calarem.

Todos os Direitos Reservados a(o) criador(a) deste conteúdo. Acesse o link original.

Siga e curta-nos!