Em meio à crise de Segóvia, Temer deve anunciar Ministério da Segurança

247 – Para tentar desviar o foco da crise instalada com a declaração do chefe da Polícia Federal, Fernando Segóvia, de que blindaria Michel Temer, o emedebista deve anunciar após o carnaval a criação de uma nova pasta no governo, o Ministério Extraordinário da Segurança Pública.

Segundo a jornalista Délis Ortiz, da TV Globo, a nova pasta deverá ser criada por medida provisória (MP) e uma de suas atribuições será desenvolver ações de combate à criminalidade.

Pela proposta, Polícia Federal (PF), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Departamento Penitenciário Nacional (Depen) e Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) saem da alçada do Ministério da Justiça e ficarão subordinados ao novo ministério. A pasta contará com a estrutura já existente no Ministério da Justiça.

Já o Ministério da Justiça seguiria desenvolvendo políticas preventivas de combate às drogas e programas de recuperação de ativos no exterior, de política de estrangeiros e refugiados, defesa do consumidor e antitruste e políticas antipirataria.

A criação de uma pasta exclusiva para cuidar da segurança pública é incentivada por parlamentares da chamada “bancada da bala” no Congresso Nacional. Em janeiro de 2017, após registros de chacinas em presídios, parlamentares da comissão de segurança pública da Câmara pediram a Temer a criação desse ministério.

 

Todos os Direitos Reservados a(o) criador(a) deste conteúdo. Acesse o link original.

Siga e curta-nos!