Livro de contos de Liudmila Petruchévskaia chega ao Brasil

Escritora russa só teve sua obra liberada no país em que nasceu nos anos finais do comunismo



2 fev 2018, 06h00

(./Divulgação)

Poeta, ficcionista e dramaturga, a russa Liudmila Petruchévskaia, 79 anos, só teve sua obra liberada no país nos anos finais do comunismo. Ainda que Era uma Vez uma Mulher que Tentou Matar o Bebê da Vizinha (tradução de Cecília Rosas; Companhia das Letras; 206 páginas; 44,90 reais) tenha sido publicado já neste século, os 21 contos deste volume deixam claro por que Liudmila não seria jamais acolhida pelos censores. Histórias fantásticas como a do marido morto na guerra que pede que sua mulher o enterre carregam uma atmosfera opressiva e uma crueldade que não caberiam no receituário estético do comunismo — mas que fazem a delícia do leitor.

Todos os Direitos Reservados a(o) criador(a) deste conteúdo. Acesse o link original.

Siga e curta-nos!