Notas das escolas de samba do Grupo Especial chegam ao Anhembi com escolta da PM | Carnaval 2018 em São Paulo

As notas dos jurados do desfile das escolas de samba do Grupo Especial do carnaval de São Paulo deixaram, por volta das 12h desta terça-feira (13), o 2º Batalhão de Polícia de Choque da Polícia Militar, na Luz, Centro de São Paulo, rumo ao Sambódromo do Anhembi, escoltadas por policiais.

O carro que levava os envelopes chegou ao sambódromo cerca de 18 minutos depois.

A apuração será realizada a partir das 16h no Sambódromo do Anhembi, com transmissão ao vivo pelo G1. O quesito mestre-sala e porta-bandeira será o primeiro critério de desempate.

As notas serão lidas nessa ordem:

A ordem para o critério de desempate vale do último quesito para o penúltimo, e assim por diante. Assim, se duas ou mais escolas terminarem empatadas em primeiro lugar no número de pontos, será campeã aquela que tiver a melhor nota no quesito mestre-sala e porta bandeira. Se permanecer o empate, vale o quesito anterior (harmonia), e assim sucessivamente.

A escola de samba Independente Tricolor perdeu 1,2 ponto por causa de um problema que teve com um dos carros alegóricos, que precisou ser puxado por uma empilhadeira durante o desfile.

Ao todo 14 escolas participaram do desfile do Grupo Especial.

A escola campeã, a vice, a terceira, quarta e quinta colocadas do Grupo Especial vão participar do Desfile das Campeãs na sexta-feira (16), junto com a campeã e vice do Grupo de Acesso.

As duas últimas colocadas na classificação do Grupo Especial serão rebaixadas. A Acadêmicos do Tucuruvi, que teve um galão com fantasias incendiado em janeiro, não poderá ser rebaixada por decisão da Liga.

Todos os Direitos Reservados a(o) criador(a) deste conteúdo. Acesse o link original.

Siga e curta-nos!