‘Nunca toquei em Kate Upton’, diz cofundador da Guess

Paul Marciano nega ter agido de maneira inapropriada com a modelo após ser acusado de assédio

Da redação



5 fev 2018, 18h49

O cofundador da Guess Paul Marciano se defendeu da acusação de assédio levantada por Kate Upton. Na semana passada, a modelo afirmou, nas redes sociais, que o diretor criativo da marca “não deveria usar seu poder na indústria para assediar mulheres sexual e emocionalmente”. Em nota ao site TMZ, Marciano afirmou que nunca assediou Kate.

“A senhora Upton não forneceu detalhes… ela levantou essa acusação falsa e maliciosa poucas horas antes de um evento de gala no nosso escritório em Los Angeles para lançar uma campanha da Guess. A senhora Upton disse ao TMZ que ‘estava animada para contar sua história’”, disse o americano.

“Me disseram que ela está trabalhando há um tempo com algumas pessoas para me difamar e vai dizer que eu a apalpei, entre outras coisas”, continuou. “Essa acusação é falsa. Eu nunca toquei em Kate Upton. Eu nunca fiquei sozinho com Kate Upton. Eu nunca agi de maneira inapropriada.”

Kate participou de uma campanha de 2011 da marca. Outras modelos que já trabalharam com a grife são Priyanka Chopra, Drew Barrymore, Jennifer Lopez e Gigi Hadid, entre outras. A Guess foi fundada em 1981 por quatro irmãos, entre eles Paul Marciano.

Todos os Direitos Reservados a(o) criador(a) deste conteúdo. Acesse o link original.

Siga e curta-nos!