Pink rebate organizador do Grammy: ‘Mulheres ganharam a música’

Cantora criticou comentário de Neil Portnow sobre a falta de igualdade de gênero entre os vencedores da premiação

Da redação



30 jan 2018, 12h21

A cantora Pink respondeu aos comentários do organizador do GrammyNeil Portnow, sobre a falta de representatividade de mulheres entre os vencedores da premiação. Dos 84 troféus distribuído neste ano, apenas 11 foram para mulheres. Portnow afirmou que as mulheres “precisam se movimentar”, para aumentar a igualdade na premiação. Em uma postagem no Twitter, Pink respondeu:  “As mulheres na música não precisam ‘se movimentar’ – elas estão se movimentando desde o começo dos tempos. As mulheres ganharam a música neste ano”.

Em uma entrevista à revista americana Variety, Portnow, que é presidente da Recording Academy, que concede o prêmio musical, respondeu às críticas da falta de igualdade de gênero enter os vencedores do Grammy: “Deve começar com as mulheres, que têm a criatividade em seus corações e almas, que querem ser musicistas, que querem ser engenheiras de som e produtoras e que querem fazer parte do alto escalão da indústria. Elas precisam se movimentar, porque acho que seriam bem-vindas”. 

Em uma foto de uma carta escrita à mão, Pink criticou o posicionamento do organizador da premiação e explicou: “Quando nós celebramos e honramos o talento e as conquistas das mulheres, e quando elas se erguem todos os anos contra todas as circunstâncias, nós mostramos para a próxima geração de mulheres, homens, meninos e meninos, o que significa ser igual e o que é justo”.

Todos os Direitos Reservados a(o) criador(a) deste conteúdo. Acesse o link original.

Siga e curta-nos!