Porta dos Fundos vence processo após fazer piada com o Botafogo

Clube se sentiu lesado por vídeo de 2015, no qual atores ironizavam seu uniforme, repleto de marcas dos patrocinadores

Da redação



31 jan 2018, 15h48

O Porta dos Fundos venceu, em segunda estância, um processo movido pelo clube carioca Botafogo de Futebol e Regatas. Em 2015, a trupe de humoristas irritou os botafoguenses ao lançar um vídeo no qual fazia piada com a camisa do time e ainda usava o rival Flamengo para isso.

A esquete, intitulada Patrocínio, mostrava os atores encenando uma partida entre os dois clubes. Antes de uma cobrança de falta, na barreira formada pelo Botafogo, um jogador rubro-negro (vivido por João Vicente de Castro) se posiciona na frente e, entre empurrões, começa a conversar com um defensor adversário (o ator Rafael Infante) sobre o uniforme alvinegro, quase todo ocupado por marcas de patrocinadores.

Além de ser alvo de brincadeiras e de não ter autorizado o uso de sua marca, os botafoguenses não gostaram de saber que a produção foi rodada no centro de treinamento do Flamengo, na Gávea. Também não ficaram felizes de ver que o figurino do adversário, recém-lançado, ser utilizado, enquanto sua camisa era ironizada.

O clube ainda pode recorrer da decisão do tribunal. Segundo a assessoria do Porta dos Fundos, o vídeo foi retirado do ar por conta do processo, mas pode ficar disponível de novo em breve.

 

 

 

Todos os Direitos Reservados a(o) criador(a) deste conteúdo. Acesse o link original.

Siga e curta-nos!