Pré-carnaval tem multidão pelo Brasil; veja resumo do fim de semana em textos, fotos e vídeos | Carnaval 2018

O pré-carnaval não teve cara de “pré” em vários locais do Brasil, com multidões que já pareciam dos dias principais da festa. Especialmente em São Paulo, os blocos foram grandes neste sábado (3) e no domingo (4).

O G1 foi às ruas acompanhar os principais blocos. Veja um resumo do que rolou abaixo em textos, fotos e vídeos:

São Paulo: festa gigante

Blocos carregaram multidões principalmente para as regiões do Parque Ibirapuera, na Zona Sul, da Avenida Faria Lima e Largo da Batata, na Zona Oeste e da Consolação, no Centro.

O primeiro dia oficial do pré-carnaval paulistano teve 2 milhões de pessoas em 106 blocos, segundo a Prefeitura. No domingo, foram 81 blocos, mas a Prefeitura não divulgou o público. Só o Baixo Augusta levou 1 milhão de pessoas, segundo os organizadores.

Nem tudo foi alegria. Houve tumulto no Metrô. A estação Higienópolis fechou as portas no meio da tarde de sábado e passageiros foram evacuados. Outro problema foi o xixi na rua. A Prefeitura pegou 30 foliões no flagra só até as 19h de sábado. O xixi saiu caro: R$ 500 de multa.

Linhas de metrô ficam lotadas no 1º dia de folia na capital

Linhas de metrô ficam lotadas no 1º dia de folia na capital

O Acadêmicos do Baixo Augusta desfilou neste domingo com nomes de peso: Alessandra Negrini, que é rainha do bloco; Leandra Leal, com a fantasia “Amor é progresso”; Sophie Charlotte, que encarnou uma paquita, e Mariana Ximenes, com fantasia futurista.

Com duas baterias que se revezaram na Avenida Faria Lima, na Zona Oeste de São Paulo, o bloco carioca Bangalafumenga exaltou os componentes paulistas neste domingo.

Bloco de São Paulo faz desfile contra conservadorismo

Bloco de São Paulo faz desfile contra conservadorismo

Se a passagem do bloco Sargento Pimenta (também carioca) por São Paulo fosse uma música dos Beatles, seria “A Hard Day’s Night”. A música atrasou mais de uma hora por problemas de transporte, mas quando começou, deu tudo certo.

O terceiro bloco carioca a passar por São Paulo neste domingo foi o Monobloco, no Ibirapuera, com o tema Amor de Carnaval.

Também na região do Ibirapuera, o som que reinou no sábado foi o frevo. Sombrinhas, camisetas e bandeiras de Pernambuco ornaram os blocos Frevo Mulher, de Elba Ramalho, e Bicho Maluco Beleza, de Alceu Valença.

Outro bloco a levar uma multidão para as ruas da Zona Oeste foi o Casa Comigo, que teve até foliões comemorando pedido de casamento.

Rio: Preta Gil e Pabllo Vittar ‘lacram’ o Centro

No Rio, a maior reunião foi para ver o Bloco da Preta, com Carolina Dieckmann de madrinha e Pabllo Vittar de convidado especial no domingo.

Apesar de uma briga no bloco ter feito Preta Gil interromper o show, no resto do tempo a festa foi animada no centro. Até Carolina Dieckmann desceu até o chão – veja fotos.

O Rio teve 200 mil pessoas em 63 blocos no sábado. No domingo, a expectativa era de 850 mil pessoas para ver 47 blocos – 500 mil delas só para o Bloco da Preta.

No sábado, a folia foi com muito brilho e também com pedidos por mais respeito. Blocos participam de uma campanha contra o assédio. Foram distribuídos leques de papel e tatuagens adesivas com a frase “Não é não!”.

Blocos fazem campanha por carnaval sem assédio

Blocos fazem campanha por carnaval sem assédio

Logo cedo, às 6h, teve o Céu na Terra, em Santa Teresa. Muitos foliões suaram e passaram sufoco para entrar e lotar várias barcas rumo à Ilha de Paquetá, onde o bloco Pérola da Guanabara já virou tradição. O sábado ainda Simpatia É Quase Amor, levando uma multidão a Ipanema.

O domingo carioca teve também o Suvaco do Cristo e Chora Me Liga na Zona Sul. E o Blocão, que reuniu cães fantasiados em Copacabana. Alerta de fofura para a foto a seguir:

Salvador: carnaval ‘das antigas’

O Fuzuê, no sábado, e o Furdunço, no domingo, foram os grandes eventos deste final de semana na capital da Bahia. Os dois são movimentos que resgatam a tradição dos antigos carnavais de rua.

A irreverência dos foliões fantasiados tomou conta da Avenida Oceânica, em Salvador, durante o Fuzuê, com mais de 30 grupos folclóricos, bandinhas de sopro, percussão e batucada.

Bahia Folia: marchinhas, fanfarras e foliões fantasiados animam fuzuê, na Barra

Bahia Folia: marchinhas, fanfarras e foliões fantasiados animam fuzuê, na Barra

No domingo, mais de 40 atrações se apresentam em microtrios, nanotrios e “pranchões” no Furdunço, que foi do antigo Clube Espanhol ao Farol da Barra. BaianaSystem, Quabales, Duas Medidas, Armandinho, Dodô & Osmar, Bailinho de Quinta e Alavontê tocaram.

Recife e Olinda: Elba veloz e mais shows

O carnaval pernambucano é conhecido pela folia aberta na rua, mas o aquecimento neste final de semana foi com shows fechados em grandes palcos.

Na noite de sábado, o público reverenciou o frevo no Baile Municipal do Recife. As principais atrações foram Clarice Falcão e Elba Ramalho – sim, aos 66 anos, Elba comandou uma multidão em São Paulo e foi voando comandar para outra multidão no Recife horas depois.

Sa~lão do Classic Hall,em Olinda, ficou lotado no Baile Municipal do Recife (Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press)Sa~lão do Classic Hall,em Olinda, ficou lotado no Baile Municipal do Recife (Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press)

Sa~lão do Classic Hall,em Olinda, ficou lotado no Baile Municipal do Recife (Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press)

No domingo, o destaque pernambucano foi o festival Olinda Beer. Com nove shows e mais de 12 horas de música, a prévia carnavalesca, uma das mais famosas no estado, teve Anitta, Wesley Safadão, Marília Mendonça e Léo Santana.

A tradicional Banda Mole, que há 43 anos abriu oficialmente o carnaval de Belo Horizonte, desfilou no sábado pelas ruas do centro da cidade.

Outro bloco que já virou figurinha carimbada no pré-carnaval de Belo Horizonte é o Mamá Na Vaca que desfilou no bairro Santo Antônio, na Região Centro-Sul.

Tradicional Banda Mole abre oficialmente carnaval de Belo Horizonte

Tradicional Banda Mole abre oficialmente carnaval de Belo Horizonte

Maceió: Pinto da Madrugada, o retorno

O tradional bloco pré-carnavalesco Pinto da Madrugada passou pela orla de Maceió neste sábado. A estimativa da Polícia Militar é que 150 mil pessoas foram ao evento. Foi um bravo retorno. No ano passado, o Pinto não desfilou por falta de recursos.

Veja a folia do Pinto da Madrugada na orla de Maceió.

Veja a folia do Pinto da Madrugada na orla de Maceió.

E mais: giro carnavalesco

Todos os Direitos Reservados a(o) criador(a) deste conteúdo. Acesse o link original.

Siga e curta-nos!