Presidente do BNDES presta depoimento em investigação sobre o Postalis

O presidente do BNDES, Paulo Rabello de Castro, é investigado pela Operação da Polícia Federal sobre o Postalis, fundo de pensão dos funcionários dos Correios.

O chefe do banco teve a residência alvo de busca e apreensão e prestou depoimento a polícia.

A empresa de classificação de risco fundada por Rabello, SR Rating, divulgou nota à imprensa informando que após saber da busca e apreensão em sua casa, no Rio de Janeiro, o presidente do BNDES se dirigiu voluntariamento a sede da polícia federal para prestar depoimento.

Ao assumir o cargo no BNDES, Rabello se licenciou da empresa. Ainda segundo nota da SR Ranting, por norma, ela não têm acesso a informação sobre futuros investidores, entre eles o Postalis. O BNDES ainda não se pronunciou.

A Operação Pausare da Polícia Federal foi desencadeada ontem no Distrito federal, Rio de Janeiro, São Paulo e Alagoas. A mega operação conta com 200 agentes e 62 equipes que cumprem 100 mandados judiciais.

É investigada suposta organização criminosa que atuaria no Fundo Postalis. A polícia suspeita que a má gestão e os desvios seriam os responsáveis pelo deficit de aproximadamente 6 bilhões de reais no Fundo.
Entre os alvos das medidas judiciais, há empresas e empresários que supostamente se articularam com gestores do fundo e dirigentes de instituições financeiras para obter vantagens indevidas dos recursos do Fundo.

Todos os Direitos Reservados a(o) criador(a) deste conteúdo. Acesse o link original.

Siga e curta-nos!