Primeiros blocos de carnaval saem às ruas de Porto Alegre | Carnaval 2018 no Rio Grande do Sul

Começou oficialmente neste sábado (27) a programação dos blocos de rua do carnaval de Porto Alegre. Os festejos seguem até o dia 18 de março (veja a programação completa abaixo).

A festa foi comandada pelos blocos Panela do Samba e As Batucas, que se apresentaram desde as 15h na Avenida Edvaldo Pereira Paiva. A concentração dos foliões ocorreu próximo à pista de skate do Parque Marinha do Brasil.

Nem mesmo tempo nublado afastou o público. No entanto, nem a organização e nem a Brigada Militar divulgaram os números dos participantes.

Neste ano, dez bairros de Porto Alegre terão desfiles de blocos fora do eixo Centro Histórico/Cidade Baixa. Os bairros Bom Jesus, Santana, Jardim Leopoldina, IAPI, Glória, Restinga, Petrópolis e Bela Vista também receberão desfiles de blocos tradicionais.

É o caso do Bloco da Laje, que neste domingo (28) sairá às ruas do IAPI.

Para este ano, a prefeitura estabeleceu algumas regras para utilização das vias públicas, com o objetivo de atender às solicitações de moradores e associações de bairro.

Cada bloco assinou um Termo de Colaboração e Compromisso, onde estarão previstas contrapartidas de infraestrutura, como banheiros químicos, além de segurança privada e ambulâncias. O documento também determina locais e horários de concentração e dispersão.

De acordo com a prefeitura, nenhuma apresentação poderá terminar depois das 21h. Os blocos também serão responsáveis por pagar uma taxa de R$ 1,5 mil de limpeza após os eventos, que contempla varrição e lavagem dos locais. O serviço ficará a cargo do Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU).

Sem festa na João Alfredo

Uma das mudanças é que neste ano, não haverá carnaval na Rua João Alfredo. A prefeitura seguiu uma orientação da Brigada Militar, que desaconselhou a passagem dos blocos pelos trechos mais movimentados da Cidade Baixa, que antes era ponto de dispersão da maioria dos foliões. Isso ocorreu por causa da reclamação de muitos moradores.

A ideia inicial era que todos os blocos passassem a desfilar apenas na Orla do Guaíba, mas os organizadores entraram em negociação com o Poder Público para que a Cidade Baixa seguisse na programação do carnaval de rua.

O acerto é que o evento comece e termine em áreas abertas, como praças, para facilitar a dispersão dos foliões.

“Perde um pouco da tradição, mas a gente acredita que a tradição se renova. A gente perde a João Alfredo, mas a gente ganha a José do Patrocínio, onde muitos blocos já desfilaram em outros anos. O importante é que a gente continua na Cidade Baixa, que é a nossa luta”, afirma a representante da Liga das Entidades Burlescas da Cidade Baixa, Ian Cunha Angli.

Confira o calendário do carnaval de rua de Porto Alegre:

Todos os Direitos Reservados a(o) criador(a) deste conteúdo. Acesse o link original.

Siga e curta-nos!