Robert Wagner se torna suspeito em caso de morte de Natalie Wood

Atriz foi encontrada morta em 1981, após desaparecer do iate em que estava com o marido e o ator Christopher Walken

Da redação



1 fev 2018, 19h59

O ator Robert Wagner, ex-marido de Natalie Wood, se tornou suspeito no caso da morte da atriz, que se deu em 1981. A informação foi confirmada por investigadores de polícia de Los Angeles ao programa 48 Hours, da emissora americana CBS News, que será exibido no sábado. “Ao investigarmos o caso nos últimos seis anos, eu acho que ele se tornou um suspeito”, disse o tenente John Corina em um teaser divulgado pelo canal. “Nós agora sabemos que ele foi a última pessoa a estar com Natalie antes que ela desaparecesse.”

Natalie se afogou próximo à costa da Ilha Catalina, em novembro de 1981, após desaparecer do iate de sua família. Estavam a bordo a atriz, Robert Wagner, o ator Christopher Walken e o capitão da embarcação. Inicialmente, a morte foi classificada como acidental, mas, em 2011, o caso foi reaberto. Um ano depois, o escritório do médico legista que assinou a certidão de óbito de Natalie mudou a causa da morte de afogamento acidental para “afogamento e outros fatores não determinados”, segundo o site da revista The Hollywood Reporter.

Os atores Robert Wagner e Natalie Wood, em 1972 (Wood/Daily Express/Hulton Archive/Getty Images)

De acordo com os investigadores, eles querem conversar com Wagner sobre o assunto, mas ele se recusa. “Eu não o vi falar sobre os detalhes que batem com aqueles contados pelas outras testemunhas nesse caso”, disse o tenente na entrevista. “Eu acho que ele mudou constantemente a história. E sua versão dos eventos não bate.”

Outro investigador, Ralph Hernandez, afirma que a autópsia da atriz indica que ela parecia ter hematomas recentes no corpo e diz que acredita que ela “parecia ter sido vítima de uma agressão”.

Questionado se ele acreditava que Natalie havia sido assassinada, Corina afirmou que o caso “é suspeito o suficiente para fazer acreditar que algo aconteceu”. “Nós não conseguimos provar que foi homicídio. E nem que foi um acidente. O maior problema é que nós não sabemos como ela foi parar na água”, completou Hernandez.

Natalie, que morreu aos 43 anos, é conhecida por filmes como Juventude Transviada (1955), Amor, Sublime Amor (1961) e O Preço de um Prazer (1963). Já Wagner teve papéis em produções como Inferno na Torre (1974) e nas séries de TV Casal 20 (1979–1984), O Rei dos Ladrões (1968-1970) e Switch (1975–1978).

Todos os Direitos Reservados a(o) criador(a) deste conteúdo. Acesse o link original.

Siga e curta-nos!